Como
tudo
começou...

Agosto de 2015. Estava eu em Londres, bastante insatisfeita com o que estava a fazer e a pensar que queria muito criar algo meu, que precisava disso na minha vida. Comecei então a fazer uma viagem interior (literalmente) a tentar perceber a minha trajetória profissional de 14 anos na moda e quando eu havia sido mais feliz, qual havia sido o projeto que realmente me deixou o mais próxima possível da realização. Foram muitos projetos e todos valiosos para me tornar quem eu sou. Mas um deles mexeu mais comigo que outros. Foi um projeto que tive que criar uma coleção de raíz para a marca de uma cliente. Isto me fez perceber que eu afinal havia negado a vida toda o que era claro: que eu amava criar roupas, criar peças com as quais eu me identifico, criar ferramentas que eu acredito deixar as mulheres ainda melhores, mais felizes e bem com elas mesmas. Que eu queria através da roupa exprimir a feminilidade e o orgulho que sempre tive em ser mulher.

Fui mais longe no tempo e comecei a lembrar de mim pequenina, com 7 anos de idade, quando passava horas a desenhar bonecas, autênticas meninas e me dedicava em especial às roupas que elas estavam a usar. Era um dos meus passatempos favoritos. Ou quando eu desenhei o vestido que queria levar para a minha festa de 9 anos, e minha mãe (um ser maravilhoso) reproduziu exactamente como eu havia desenhado – e lá fui eu para os meus anos com um vestido cor de rosa e um laço enorme de cetim na cintura (na época eu era um pouco mais “arrojada”...). Ou ainda quando com 11 anos eu desenhei os vestidos das damas de honra para o casamento do meu tio e lá fomos nós, 4 damas de honras com os vestidos criados por mim.

Mas sempre neguei esta vontade, incoscientemente. Me formei em Moda mas busquei o lado “business”, trabalhei com todas as áreas possíveis menos criação. Talvez por medo de arriscar, talvez por não me sentir preparada. Não sei. Só sei que a vida está muito bem feita. Não precisei ir atrás, veio até mim. A cliente que me pede para fazer uma coleção e me desperta a vontade inconsciente, a ida para Londres que me faz questionar as minhas escolhas e uma conversa numa bela noite com a minha amiga Filipa (na altura minha “flatmate” em Londres) quando falávamos da dificuldade que era encontrar vestidos giros para eventos como os 10 casamentos que ela tinha todo ano... lá estava ela a buscar na internet sem saber mais onde procurar. Foi aí que surgiu a certeza do conceito que eu queria – one pieces, uma forma de facilitar a vida das mulheres e ainda deixá-las lindas e femininas. E precisaria ter uma linha dentro da coleção de peças que elas pudessem usar neste tipo de evento, de uma forma descomplicada, sem exageros, sem excessos.

Depois disso o maior desafio: assumir o que eu queria, largar o trabalho em Londres (que eu havia só começado!), deixar a casa que eu havia alugado e voltar a terra que eu amava (e amo) que é Portugal para recomeçar do zero. Isso implicaria a busca de um parceiro no negócio, um sócio que me apoiasse pois sozinha seria inviável. Foi o que eu fiz, voltei e comecei a estruturar. Mais uma vez, a vida está muito bem feita (obrigada pela frase minha querida Teresa). Através de uma amiga em comum conheci a pessoa que acreditou no projeto e mais tarde se tornou o meu sócio. E não poderia ter encontrado alguém melhor. O resto acho que conseguem imaginar. De Janeiro até hoje trabalho para conseguir traduzir o que tenho tão claro na minha cabeça e no meu coração. Encontrei pessoas maravilhosas no caminho que fizeram parte da trajetória e sou tão grata por cada uma.

Sei que ainda há muito o que aprimorar, sei que ainda tenho um longo caminho para percorrer. E terei sempre, pois todo projeto como tudo na vida é um aprendizado constante. E amo aprender.
Mas tenho muito orgulho e o coração cheio por poder mostrar já um pouco de mim e do que eu acredito. Desta epifania de um ano atrás que se concretizou. O futuro não consigo saber, só consigo garantir que a vida está muito bem feita.
Espero que gostem!

Juliana Cavalcanti

Thank you for your subscription.

Your email is already subscribed.

Your message has been successfully sent.
We will contact you as soon as possible.

Email address is not valid.

Enter your email address.

All fields are required.

Something went wrong, please try again.

Your order has been successfully sent.
You will be redirected in a few seconds to complete your payment.

Please, choose your option.